Ludmila

Portfólio

Sala de Imprensa

A artista carioca e uma das principais cantoras de funk pop do país, nascida em Duque de Caxias, revelou talento para o canto com apenas oito anos de idade. À época, o talento de Ludmilla era visto apenas por familiares nas rodas de samba que participava. Com o sonho de ser cantora desde cedo, a artista postou vídeos no YouTube cantando, mas a carreira começou após se apresentar em uma festa que precisava, naquele momento, de uma cantora que soubesse rimar na hora. Ali, Ludmilla ganhou a atenção do público, mas o seu grande destaque veio com o funk Fala Mal de Mim, em 2012. A partir daquele momento, a cantora passou a fazer diversos shows e apresentações em programas no Brasil inteiro.
Em 2014, Ludmilla entra em uma nova fase musical após assinar contrato com a Warner Music e lança o single Sem Querer. Após a nova fase, Ludmilla não parou de criar hits, Te Ensinei Certin, que também foi bem-sucedido, e no ano seguinte a cantora lançou os singles Não Quero Mais – com a versão para o disco em parceria com Belo – e 24 Horas Por Dia. O álbum seguinte, A Danada Sou Eu, foi lançado em 2016 e contou com participações de Filipe Ret, Jeremih e Gusttavo Lima. A partir desse momento, Ludmilla já era a cantora de funk referência no Brasil, inspirando milhões de fãs. À época, o álbum foi indicado ao Grammy Latino de Melhor Álbum Pop Contemporâneo de 2017. Sendo a cantora negra brasileira mais seguida no Instagram com mais de 20 milhões de seguidores, Ludmilla é a cantora de funk mais popular do Brasil e tudo isso com apenas 24 anos de idade. Todo o seu sucesso a levou a realizar duas turnês pela Europa, contrariando todas as adversidades que o funk brasileiro sempre enfrentou. No YouTube ela possui uma soma de mais de 1.600 bilhões de visualizações em seus videoclipes, tendo parceria com grandes nomes internacionais como Maejor e Jeremih. Com cerca de 7 milhões de ouvintes mensais no Spotify, sendo um sucesso também nas demais plataformas musicais, o ano de 2018 de Ludmilla foi cheio de bons frutos. Em 2019, a cantora lançou seu primeiro DVD “Hello Mundo”, cheio de hits e participações especiais. Além do lançamento, Ludmilla em parceria com MC Lan divulgou a música “Malokera”, que também tem participação dos músicos internacionais, Skrillex, Troy Boi, e Ty dolla Sign. O single, de Lan, foi tocado no desfile da marca Savage X Fenty da cantora Rihanna. Além disto, Ludmilla foi um dos destaques com apresentação arrasadora no Rock In Rio, onde se apresentou com a Funk Orquestra. Para este ano, a cantora foi também anunciada para o line up do festival Lollapalooza Brasil, um dos maiores do mundo. A cantora também foi a primeira artista negra a vencer o Prêmio Multishow de melhor cantora. Ludmilla venceu também com “Onda Diferente” na categoria Música Chiclete. Em 2020, em apenas 3 meses, Lud já entrega ao público diversos feitos: Sucesso de seu hit “Verdinha”, estreia como apresentadora no programa Global “Só Toca Top Verão” ao lado de Mumuzinho, participação no single “Sacanagenzinha” do Harmonia do Samba, lançamento da regravação de “Beija Me”, de Cyro Monteiro e popularizada na Voz de Zeca Pagodinho e parcerias internacionais vindo por aí! Como se não bastasse, em fevereiro, mês da maior folia popular brasileira, a cantora lançou single e clipe com Ivete Sangalo, “Pulando na Pipoca”. Saiu nas ruas de São Paulo com seu bloco pela primeira vez e no Rio arrastou 1 milhão de pessoas, tendo recorde de público. Recentemente, Ludmilla lançou em parceria com Spotify, duas músicas de pagode para a plataforma. “A boba fui eu” e “Faz uma loucura pra Mim”, da cantora Alcione, ambas fazem parte do projeto Spotify Singles. Tudo é apenas uma amostra do que está por vir. Prepare-se: em 24 de abril haverá lançamento do seu primeiro EP de pagode, que conta com seis músicas, 4 inéditas e 2 regravações.