Leticia Spiller

Leticia Spiller

Letícia Spiller começou sua carreira como atriz no teatro amador em 1985 no colégio Sagrado Coração de Maria, onde estudou. Em 1989, participou como paquita do programa “Xou da Xuxa”. Dois anos depois, começou sua carreira na teledramaturgia como protagonista da novela “Quatro por Quatro”, vivendo a cabeleireira Babalu, um grande sucesso nacional. Em 1999, Letícia mostrou ser versátil ao interpretar a vilã de sucesso Maria Regina, em “Suave Veneno”. Atuou, também, em novelas como: “Esplendor”, “Sabor da Paixão”, “Senhora do Destino”, “Duas Caras” e “Viver a Vida”, na qual conquistou o público como Betina. Em 2014 fez “Jóia Rara”, na qual viveu a vedete Lola.

Letícia se dedicou ao espetáculo teatral “O Falcão e o Imperador”, no ano de 2000. No projeto, foi responsável pela adaptação do texto, produção, direção e atuação ao lado da atriz Jac Fagundes.

Participou dos filmes: “O Pulso”, “Villa Lobos, Uma Vida de Paixão”, “A Paixão de Jacobina”, “O Inventor de Sonhos”, “Tudo que Deus criou”, e em 2011 atuou no curta metragem “Joãozinho de Carne e Osso”, ao lado de seu filho Pedro Novaes. Recentemente, a atriz produziu e filmou cenas para o longa “O Casamento de Gorete”.

Em 2014 interpretou a personagem Gilda na novela “Boogie Oogie”. No ano seguinte, Letícia interpretou a vilã Soraia na novela das sete “I love Paraisópolis”. Em 2016, a atriz retornou aos palcos com o espetáculo “Doroteia”, que protagonizou ao lado de Rosamaria Murtinho; e na TV, integrou o elenco de Sol Nascente, novela das seis da TV Globo.

Neste ano, Leticia foi ao ar como Monique, na supersérie “Os dias eram assim”.