Desesperados

Desesperados

A peça gira em torno de três personagens principais: Bia, Marcondes e Ricardo, ambos sofrem de solidão e carência. De tão problemáticos que são, cada situação vivida, se torna uma comédia. Segundo Marcus Majella, se ele pudesse definir essa peça em palavras, diria que se trata de “uma comédia sobre solidão”

Ao todo, o trio interpreta mais de 40 personagens que se esbarram e ganham vida em diferentes situações na mesma história. Com uma carpintaria elaborada, a atração permite, numa única cena, várias trocas de personagens. Para tanto, o autor Fernando Ceylão lançou mão da criatividade e chegou a um recurso de fácil entendimento: tarjas com nomes dos personagens coladas no peito de cada ator, que podem ser trocadas a qualquer momento.

Com direção de João Fonseca, “Desesperados” pode ser vista de duas maneiras: como uma divertida peça com situações independentes, que se interligam durante todo o espetáculo, mas também como uma história com começo, meio e fim. Isso porque ao assistir a comédia, é possível entender que cada cena é única e imprescindível para o desenrolar de toda a história. Os personagens transitam entre cada uma dessas pequenas cenas e podem aparecer novamente em outro momento da peça, e assim o público acompanha a trajetória de todos eles.

Serviço:

Período: 2 de junho a 9 de julho

Local: Teatro Oi Casa Grande (Rua Afrânio de Melo Franco 290, Leblon, Rio de Janeiro)

Horário: 21h (sextas e sábados); 19h (domingo)

Duração: 80 minutos

Classificação: 12 anos

Capacidade: 926 lugares

Preços dos Ingressos: De R$50,00 a R$100,00